quarta-feira, fevereiro 26, 2014

ANO IX - Etapa 8

.
TÃO TRISTE E DESMOTIVADO COMO PAREÇO...
 
UM OBRIGADO DO TAMANHO DO MUNDO, AMIGO DAVID BLANCO
 
.
 
[É nestas alturas que Descobrimos os Verdadeiros Amigos... e eu NADA fiz pelo David;
o que DEZENAS de outros 'ciclistas' já não podem afirmar...
que lhes pese na consciência, se a tiverem.
Aprendendo até ao FIM, não é?]

domingo, fevereiro 02, 2014

ANO IX - Etapa 7

Amigos!...


Começam a acabar-se-me as forças!
Temo, tenho quase a certeza, de que não vou não sou capaz - NÃO SOU CAPAZ - de continuar a responder a todas as "agressões", no sentido figurado, claro!, que a Vida me espalhou pelo caminho.

Não foi nada disto que imaginei!
Eu, que imaginei tanta coisa...

E já anseio pela PAZ final!
Não me levem a mal, por favor!

Manuel José Madeira

ANO IX - Etapa 6


Que Força é Essa
Composição: Sérgio Godinho
 
Vi-te a trabalhar o dia inteiro
construir as cidades pr´ós outros
carregar pedras, desperdiçar
muita força p´ra pouco dinheiro
Vi-te a trabalhar o dia inteiro
Muita força p´ra pouco dinheiro
 
Que força é essa
que força é essa
que trazes nos braços
que só te serve para obedecer
que só te manda obedecer
Que força é essa, amigo
que força é essa, amigo
que te põe de bem com outros
e de mal contigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo
 
Não me digas que não me compr´endes
quando os dias se tornam azedos
não me digas que nunca sentiste
uma força a crescer-te nos dedos
e uma raiva a nascer-te nos dentes
Não me digas que não me compr´endes
(Que força...)
 (Vi-te a trabalhar...)
Que força é essa
que força é essa
que trazes nos braços
que só te serve para obedecer
que só te manda obedecer
Que força é essa, amigo
que força é essa, amigo
que te põe de bem com outros
e de mal contigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo


(Vocês percebem a mensagem... caneta, bloco, gravador... e agora microfone? Por quantos tostões mais? Para ficar de bem com os outros e de mel convosco!
Só nos sobem para as costas se nós nos abaixarmos!...
Nunca esqueçam isto!)