quinta-feira, dezembro 23, 2010

ANO VI - Etapa 8

QUEM GOSTA DE 'SODUKU'?
(É que é difícil mas bate sempre certo!)

José Carlos Gomes
Posted on 2010/12/23 at 5:52 pm
O Jornal Ciclismo dá notícias, não alimenta boatos.

*****
Manuel José Madeira
Posted on 2010/12/23 at 10:10 pm

o ‘Jornal’ de Ciclismo ursupa o nome de jornal… é grave, inconsciente e deixa a descoberto o que de ‘jornal’ tem como referência o JCG.

O ‘J’ Ciclismo pode pretender, enquanto quiser, que não sabe do que se fala. Tanto quanto sei é ‘patrocinado’ pela FPC…

Agora leiam o que o Presidente da Assiciação de Ciclismo do Minho confirmou com todas as letrinhas no VeloLuso
O Cândido Barbosa acusou positivo, com hormonas de crescimento, no Troféu Joaquim Agostinho, que venceu e que que foi a última prova antes da Volta a Portugal.

Que o JC é uma farsa mal interpretada disso todos já sabíamos.

Retirem, o mais depressa que puderem porque já há queixas junto da ERC, o ‘Jornal’ do nome do Blog, porque não é mais do que isso que se trata… um Blog.
Eu tenho uma proposta:
‘José Carlos Gomes… depois de mim o caos!’
Não é bomito?…

Já temos a VERDADE que é possível ter.

Os Jornalistas (heiii…… calma Zé Carlos, eu referia-me a profissionais a sério!) que sejam Jornalistas – e a nossa profissão exige-nos que sejamos Jornalistas, que mais não seja dêem a notícia, ainda que sob reserva.
Será preciso lembrar que outros Corredores foram, de imediato, cruxificados na praça pública ainda antes de que contra eles tenha sido provado fosse o que fosse?

Onde está aqui a diferença?

Mas não há como escondê-lo mais.

O ‘herói do povo’ – e MEU HERÓI também – foi apanhado.
Endógeno ou exógeno?
Isso será o FIM DA NOTÍCIA.

A NOTÍCIA, que nos foi sonegada até agora.
Porque género de ‘jornalistas’?
Eu sei…
... os que, de uma maneira ou outra ‘comem’ à custa da federação.

(Este texto foi enviado ao 'J' Ciclismo, mas não sei se será publicado...)

5 comentários:

José Luís Ribeiro disse...

Caro Madeira,

Atenção ao seguinte: O Presidente da ACM não escreveu rigorosamente nada !!!
Agradeço a devida e urgente correcção.
Obrigado.
José Luís Ribeiro

Salvador disse...

Caro amigo Madeira,
Estou totalmente de acordo, a federação protege quem quer e bem lhe apetece e outros não hesita em "queimar" sem agrado nem apelo!!!
Deixo aqui um pequeno exemplo, não um grande exemplo:

Em 2009 eu próprio tive um controlo positivo na volta a Portugal de Masters o que me levou a Lisboa a uma reunião com o representante do Concelho de disciplina da Federação ou seja uma pessoa subcontratada licenciada em advocacia pela federação pessoa que eu ajuda a pagar com o dinheiro que pago pela minha inscrição. Nessa reunião tive de apresentar os meu argumentos e apontar a origem do meu controlo positivo ao qual disse que tinha sido devido a uns suplemento alimentares que tinha consumido e fiquei de enviar os nomes desses suplementos para o mail dessa pessoa o que fiz logo no dia a seguinte (tenho o prova desse mail). Não sabe o meus espanto quando soube do meu castigo onde dizia tacitamente "ficou de enviar os nomes dos suplementos e não enviou" e foram-me aplicados 14 meses de suspensão (o jornal ciclismo não hesitou em publicar essa noticia) desde esse dia enviei para a federação cartas registas mails etc.... a reclamar essa situação ao qual nunca obtive resposta, liguei nunca estava ninguém apenas a funcionária que respondia "vou transmitir, vou transmitir". Passado uns meses a ADOP decide avocar o meu caso e aumentar o castigo para 2 anos afirmando que Federação teria agido com incompetência e não tinha aplicado a lei (eu pergunto um advogado não sabe a lei??) Nessa altura envio um mail para a ADOP onde me foi respondido o seguinte: " se vocês tivesse mandado os nomes dos suplementos tudo seria diferente" fiquei espantado mais uma vez e enviei um mail com todas as provas de que tinha enviado os nomes desses suplementos e que tudo poderia ser corrigido, mas......nunca mais recebi resposta, voltei a contactar a federação e foi mais do mesmo nunca obtive resposta. Agora aqui o que me levou e escrever isto tudo, fiz uma exposição ao jornal ciclismo pedindo que tal como anunciaram o meu controlo positivo eu tinha direito a expor em que condições foi e tinha o direito de me defender.....agora adivinhe a resposta........eu pergunto se isto a jornalismo que volte a ditadura!!!! As pessoas devem pagar pelos seus erros mas com justiça e com idoneidade. Talvez se o meu nome fosse Rui Costa a federação me apoiasse e me ouvisse e pedisse um castigo de 4 meses mas não sou e por isso nem sequer têm a frontalidade de me ouvir e de me encararem...
Acho que o parasitismo e os interesses pessoais têm de acabar ou então será o fim do ciclismo.


Abraço
Salvador

Salvador disse...

Caro amigo Madeira,
Estou totalmente de acordo, a federação protege quem quer e bem lhe apetece e outros não hesita em "queimar" sem agrado nem apelo!!!
Deixo aqui um pequeno exemplo, não um grande exemplo:

Em 2009 eu próprio tive um controlo positivo na volta a Portugal de Masters o que me levou a Lisboa a uma reunião com o representante do Concelho de disciplina da Federação ou seja uma pessoa subcontratada licenciada em advocacia pela federação pessoa que eu ajuda a pagar com o dinheiro que pago pela minha inscrição. Nessa reunião tive de apresentar os meu argumentos e apontar a origem do meu controlo positivo ao qual disse que tinha sido devido a uns suplemento alimentares que tinha consumido e fiquei de enviar os nomes desses suplementos para o mail dessa pessoa o que fiz logo no dia a seguinte (tenho o prova desse mail). Não sabe o meus espanto quando soube do meu castigo onde dizia tacitamente "ficou de enviar os nomes dos suplementos e não enviou" e foram-me aplicados 14 meses de suspensão (o jornal ciclismo não hesitou em publicar essa noticia) desde esse dia enviei para a federação cartas registas mails etc.... a reclamar essa situação ao qual nunca obtive resposta, liguei nunca estava ninguém apenas a funcionária que respondia "vou transmitir, vou transmitir". Passado uns meses a ADOP decide avocar o meu caso e aumentar o castigo para 2 anos afirmando que Federação teria agido com incompetência e não tinha aplicado a lei (eu pergunto um advogado não sabe a lei??) Nessa altura envio um mail para a ADOP onde me foi respondido o seguinte: " se vocês tivesse mandado os nomes dos suplementos tudo seria diferente" fiquei espantado mais uma vez e enviei um mail com todas as provas de que tinha enviado os nomes desses suplementos e que tudo poderia ser corrigido, mas......nunca mais recebi resposta, voltei a contactar a federação e foi mais do mesmo nunca obtive resposta. Agora aqui o que me levou e escrever isto tudo, fiz uma exposição ao jornal ciclismo pedindo que tal como anunciaram o meu controlo positivo eu tinha direito a expor em que condições foi e tinha o direito de me defender.....agora adivinhe a resposta........eu pergunto se isto a jornalismo que volte a ditadura!!!! As pessoas devem pagar pelos seus erros mas com justiça e com idoneidade. Talvez se o meu nome fosse Rui Costa a federação me apoiasse e me ouvisse e pedisse um castigo de 4 meses mas não sou e por isso nem sequer têm a frontalidade de me ouvir e de me encararem...
Acho que o parasitismo e os interesses pessoais têm de acabar ou então será o fim do ciclismo.


Abraço
Salvador

Salvador disse...

Caro amigo Madeira,
Estou totalmente de acordo, a federação protege quem quer e bem lhe apetece e outros não hesita em "queimar" sem agrado nem apelo!!!
Deixo aqui um pequeno exemplo, não um grande exemplo:

Em 2009 eu próprio tive um controlo positivo na volta a Portugal de Masters o que me levou a Lisboa a uma reunião com o representante do Concelho de disciplina da Federação ou seja uma pessoa subcontratada licenciada em advocacia pela federação pessoa que eu ajuda a pagar com o dinheiro que pago pela minha inscrição. Nessa reunião tive de apresentar os meu argumentos e apontar a origem do meu controlo positivo ao qual disse que tinha sido devido a uns suplemento alimentares que tinha consumido e fiquei de enviar os nomes desses suplementos para o mail dessa pessoa o que fiz logo no dia a seguinte (tenho o prova desse mail). Não sabe o meus espanto quando soube do meu castigo onde dizia tacitamente "ficou de enviar os nomes dos suplementos e não enviou" e foram-me aplicados 14 meses de suspensão (o jornal ciclismo não hesitou em publicar essa noticia) desde esse dia enviei para a federação cartas registas mails etc.... a reclamar essa situação ao qual nunca obtive resposta, liguei nunca estava ninguém apenas a funcionária que respondia "vou transmitir, vou transmitir".

Salvador disse...

Passado uns meses a ADOP decide avocar o meu caso e aumentar o castigo para 2 anos afirmando que Federação teria agido com incompetência e não tinha aplicado a lei (eu pergunto um advogado não sabe a lei??) Nessa altura envio um mail para a ADOP onde me foi respondido o seguinte: " se vocês tivesse mandado os nomes dos suplementos tudo seria diferente" fiquei espantado mais uma vez e enviei um mail com todas as provas de que tinha enviado os nomes desses suplementos e que tudo poderia ser corrigido, mas......nunca mais recebi resposta, voltei a contactar a federação e foi mais do mesmo nunca obtive resposta. Agora aqui o que me levou e escrever isto tudo, fiz uma exposição ao jornal ciclismo pedindo que tal como anunciaram o meu controlo positivo eu tinha direito a expor em que condições foi e tinha o direito de me defender.....agora adivinhe a resposta........eu pergunto se isto a jornalismo que volte a ditadura!!!! As pessoas devem pagar pelos seus erros mas com justiça e com idoneidade. Talvez se o meu nome fosse Rui Costa a federação me apoiasse e me ouvisse e pedisse um castigo de 4 meses mas não sou e por isso nem sequer têm a frontalidade de me ouvir e de me encararem...
Acho que o parasitismo e os interesses pessoais têm de acabar ou então será o fim do ciclismo.


Abraço
Salvador