quarta-feira, abril 30, 2008

II - Etapa 44

SEM A MAIS PEQUENA DÚVIDA
DEFENDO A RETALIAÇÃO.
NEM MAIS UMA EQUIPA ESPANHOLA
A CORRER EM PORTUGAL

A má notícia todos a lemos ontem de manhãzinha – os que se dão ao trabalho de gastar 75 cts na compra de um jornal em papel. De um jornal não! Neste caso concreto, n’A BOLA.

O Fernando Emílio, que continuo a ter em conta como amigo, enquanto homem – mas a quem não perdoou (porque em consciência não posso) falhas graves enquanto jornalista – é, sem margem para quaisquer dúvidas, o Jornalista português de Ciclismo com melhores contactos e relações no pelotão – e não só – internacional. E ele deu-nos, na edição de ontem de A BOLA e em primeiríssima mão, que o Benfica ia ficar de fora da Vuelta.

Duro golpe para os amigos Orlando Rodrigues e Justino Curto. Duro golpe para a LagosBike. Duro golpe para o Ciclismo luso.

Não é que tivesse duvidado da informação do Fernando, mas tenho os dias ocupados e só quando chego a casa posso vir aqui ao Blog.
E, antes de aqui vir, vi no meu mail a confirmação àquilo que o Fernando escrevera.

Primeira nota: não sejamos de todo ingénuos.
Que há negociações nos bastidores… há!
Não nos queiram comer como ingénuos.
Eu não o sou.

É – quase diria – exaustiva a explicação da Unipublic em relação aos critérios de escolha das 20 equipas que vão participar na Vuelta, mas não me convence.

O importante – o que era MESMO importante – era que os principais OCS portugueses, a começar, naturalmente, pelos “desportivos” usassem o seu direito à… indignação.
Não vou, agora, citar nomes de equipas, mas não me peçam para, teoricamente, tentar demonstrar que o Benfica tinha lugar naquele pelotão. PORQUE TINHA. TEM!...
Não me vou ficar pelas meias tintas quando, em consciência, acho que os espanhóis estão em dívida para connosco.

Ok… ponho-me no lugar dos responsáveis pelo Benfica e direi que dispensava um convite por favor. Porque sim.
Porque a equipa tem valor suficiente para correr a Vuelta e não seria favor nenhum, por parte da Unipublic, ter integrado o Benfica na lista das equipas convidadas.

Aliás, vou ficar à espera e com atenção redobrada, ao comentário que os colegas do Meta2Mil virão a fazer deste lote de equipas escolhidas.

Atenção!... Não me interpretem mal.
Não quer dizer que estou de acordo mas…
Os franceses andam, há anos, a tentar fazer a cama aos corredores espanhóis. E toda a gente sabe que o vencedor do Tour do ano passado, o Alberto Contador, vai – tudo o indica – ser impedido de correr o Tour …
A Vuelta aceita CINCO equipas francesas que não vão fazer mais do que número!...

Aqui será conveniente ressalvar uma questão: dada a proximidade de interesses das duas organizações, até que ponto os espanhóis não estarão a respeitar um numeros clausus, em relação a equipas francesas, antecipadamente acordado com a ASO que, entretanto, pagará o favor com o convite a duas ou três equipas espanholas...

Mas isso, e para o caso, não interessa.
Nem vou aqui indiciar as razões pelas quais a Unipublic deveria ter mesmo uma equipa portuguesa na Vuelta.

Mas não deixo de protestar.
Mais… Há equipas espanholas que a Unipublic também não vai admitir na Vuelta e que estão a contar com o convite da Organização da Volta a Portugal.

Aqui, e sublinhando a minha assinatura – sou Manuel José Madeira – faço um desafio à JLSports: NEM UMA EQUIPA ESPANHOLA NA VOLTA A PORTUGAL!...
Porque não!

Falamos – porque realmente falo – com companheiros jornalistas espanhóis e de cada vez que falamos mais de acordo ficamos. Para que o Ciclismo, o Ciclismo de alta roda, descaia para este cantinho que é a Península Ibérica, o ideal era fazermos um calendário comum, com as corridas portuguesas e espanholas alinhadas na mesma pauta.

Mas se a Unipublic acha que não há lugar para uma equipa portuguesa – que no caso é o Benfica, mas a antiga Maia passou pela mesma situação – integrar no pelotão da Vuelta e convida as (de todo) não superiores AG2R, Bouygues Telecom, Crèdit Agrícole, para não falar na Tinkof… [deixando formações espanholas de fora] há aqui algo que não bate certo.
E logo que eu saiba o que é… não deixarei de aqui o denunciar.

Mas, para já – e eu nem sequer faria pressão, tipo ameaça, se fosse da JL Sports - sairia a aplaudir a mãos ambas o retirar (porque creio já terem sido endossados) os convites a TODAS AS EQUIPAS ESPANHOLAS convidadas para as provas internacionais portuguesas.

Há um velho ditado popular – e perdoar-me-ão o estar, vai, não vai, a valer-me dos ditados populares – que diz que só nos sobem para cima das costas se nos baixarmos.
Não nos baixemos.

Convidamos também a AG2R, a Bouygues Telecom, a Crédit Agrícole.
Convidemos, antes das demais, a Tinkof.
Ou equipas da Rep. Checa, ou da Polónia…

O que eu gostaria mesmo de ver era que, na próxima Volta a Portugal não teríamos NENHUMA equipa espanhola.

Algumas vão acabar…
Paciência.
Mas não somos nós quem tem de dar a mamar aos filhos dos outros.
Cada um que assuma a sua responsabilidade.

Deixem-me sacudir a cabeça e afastar estes pensamentos mais negativistas…
Esperem um pouco…
Ok… Caramba!
É tão injusto que a Vuelta não convide uma equipa portuguesa que deixam de merecer o meu respeito!...

As equipas portuguesas tiveram a CORAGEM - honra lhes seja feita - para contratarem nomes da primeira linha do pelotão espanhol que as equipas espanholas deixaram cair!

E, em minha opinião, fizeram-no [as equipas portuguesas] bem, pois nenhuma acusação de âmbito desportivo lhes foi imputada.

Agora, também digo, com os ordenados que estão a pagar a esses espanhóis, equipas, como por exemplo, o Benfica, tinham contratado TODOS os melhores corredores dos principais rivais. E, provavelmente, hoje já tinham um airoso ramalhal de vitórias.

Se os espanhóis não têm consideração por nós... porque haveremos de ser nós a ter pena deles? Usando um termo comum, embora pouco correcto, eu diria... desemerdem-se.

Com o dinheiro que paga ao Rubén Plaza o Benfica contrata metade da equipa do Boavista, por exemplo.

Coitado do Rubén Plaza, sobre quem ninguém conseguiu, até hoje, constituir prova, mas se os espanhóis não estão "lá" para nos ajudarem... porque raio é que nós, cá, teremos que desenrascar a vida a uma vintena deles?
Para o ano, que fiquem por lá!...

Nós por cá - e cá estarei eu a bater-me a favor disto, como desde sempre, aliás - com duas equipas profissionais chega para fazer a festa.

3 comentários:

Cyclomaniaco disse...

Caro MZ Madeira,
Em primeiro lugar os maus parabens pelo se brilhante trabalho diáriamente aqui desenvolvido.
Sei que em certas situações você não é de meias medidas, mas já deu para ver que é a sua forma de ser.

Não concordo com a retaliação prender-se com a não participação de equipas espanholas em provas Portuguesas pois não as pudemos culpar pelos actos e decisões da Unipublic.
Uma "chapada de luva branca" seria um total black out por parte de toda a imprensa Portuguesa à Vuelta.

mzmadeira disse...

Caro cyclomaniaco,

dou o braço a torcer. Tem razão.
Há para aqui uns comprimidos que não andam a fazer lá grande efeito e, de vez em quando lá sai baboseira.

Como simples homem, que tudo faz para ser justo, não posso pedir que, por uns paquem outros que não têm culpa nenhuma;
como adepto do Ciclismo, é evidente que não posso defender que não venham as melhores equipas que for possível trazer à Volta;
mas...
como jornalista também não concordo com "black-outs"...

Enfim!... leiam este artigo como um desabafo em cima da hora.
Obrigado a todos.

MzM

Cyclomaniaco disse...

Pensando bem o black-out informativo também não seria muito justo mas pelo menos não dar o habitual destaque à prova.

Normalmente o jornal desportivo que eu costumo ler (Não refiro o nome para não ferir susceptibilidades nem para fazer publicidade) dá diáriamente 4 páginas de destaque somente às grandes voltas e à Volta a Portugal, quando há imensas provas ao longo do ano que passam praticamente despercebidas.
Fico triste como Benfiquista pela ausencia da equipa do meu coração não estar presente na Vuelta mas por outro lado fico descansado pois, colocada de parte a participação na vuelta todos os objectivos vão certamente apontar para a Volta a Portugal e isso será optimo para o Espectaculo da prova Rainha do calendário nacional.